Sabia que é mais produtivo ler no papel que no ecrã?

Qual é a alternativa que mais utiliza?

Prefere ler no ecrã ou em papel? Quantas vezes já ponderou imprimir documentos apenas para ler?
De acordo com o estudo realizado por Pablo Delgado, Cristina Vargas, Rafaket Ackerman e Ladislao Salméron da Universidade de Valência, em Espanha, ao ler em papel, existe uma maior interpretação e compreensão do que ao ler num ecrã.
Segundo os autores, ao ler um texto em papel e ao ler esse mesmo texto em ecrã, é muito mais produtivo ler em papel.
Ladislao Salméron explica que os ecrãs não permitem uma atenção e concentração tão grande como o papel, dado aos ecrãs serem tão dinâmicos, os leitores já esperam automaticamente que alguma interação aconteça.
Enquanto no papel o leitor não têm hipótese de ser abordado com informações constantes sobre outros assuntos nem existe nenhuma alternativa para ser redirecionado para outros tópicos, num tablet, computador ou telemóvel, passa-se exatamente o contrário.
Esta situação verifica-se ainda mais intensamente quando o leitor precisa de fazer scroll para conseguir ler o resto do texto.
Neste estudo foram inquiridos cerca de 171 mil participantes com uma ampla diversidade de idades e diferentes características.
Os entrevistados leram um texto com frases simples e lineares, na sua língua materna, em versão digital e impressa. Posteriormente foram recolhidos e analisados os resultados dos inquiridos.
Outra conclusão interessante retirada deste estudo, foi que quanto menor o tempo permitido para a leitura, mais eficaz é a leitura em papel.
Esta investigação pretende alertar para o facto do ensino em geral não dever fixar exclusivamente os seus conteúdos na tecnologia e encontrar um meio termo de forma a potencializar a aprendizagem dos alunos.

Delgado, P., Vargas, C., Ackerman, R. and Salmerón, L., 2020. Don’t throw away your printed books: A meta-analysis on theeffects of reading media on reading comprehension. In: Educational Research Review. [online] Universidade de Valência: ScienceDirect, pp.23-38. Available at: [Accessed 18 December 2020].

Ler em ecrã